quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Donos viajam e cães lotam hotéis em Brasília

Fonte: http://bitscaverna.com.br/cachorroblog/?p=5157
"
fonte: Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

O canil Social Dogs, localizado na região administrativa de Paranoá no Distrito Federal, hospeda 70 animais no momento; empreendimento presta serviços especiais durante as férias dos donos de cães




Cachorros se exercitam no canil Social Dogs, de Brasília
Quando os donos viajam, os cachorros fazem a festa. Eles se divertem em canis especializados em hospedagem e adestramento. Para esses felizes animais, janeiro é tempo de férias, temporada de muita liberdade, brincadeiras e exercícios físicos. Janeiro também é mês de grande movimento nas clínicas veterinárias.
No Canil Social Dogs, um verdadeiro hotel para cachorros, os bichos podem latir e cavar buracos à vontade, sem se preocupar com seus donos. Podem, ainda, nadar em piscina, correr na esteira, fazer caminhadas, além de receber adestramento. A programação de férias desse empreendimento é tão boa que é comum os animais não quererem voltar para casa de seus donos. No momento, há cerca de 70 deles no Social Dogs, localizado no Paranoá, no Distrito Federal.
“Nosso canil é bem completo e especializado em treinamento. Temos natação, esteira e caminhada, agility (saltos e pulos) e adestramento”, informa Pablo Webar, dono do empreendimento, que ocupa uma chácara de 20 mil metros quadrados. No final de janeiro, deverá ser o primeiro do Centro-Oeste a oferecer treinamento de pastoreio para cães de fazendas.
No período de férias, o canil oferece pacotes a preços promocionais: hospedagem e caminhada sai por R$ 100 para quinze dias, por exemplo. A mensalidade do curso de natação está custando R$ 100, até final de janeiro. A clientela pode optar pelos pacotes: hospedagem e esteira; hospedagem e esporte agility; hospedagem e adestramento.
Apenas a alimentação é de responsabilidade dos donos. Segundo Pablo, isso se deve ao fato de cada um adotar um tipo de ração diferente. “Não é interessante mudar a alimentação durante a hospedagem”, esclarece. “A maioria deles fica melhor conosco do que viajando com seus donos”, observa. O período de hospedagem no canil, no início do ano, significa “férias para os cachorros”, também, diz Pablo.
Oito pessoas trabalham na empresa, entre elas a esposa, a sobrinha e a cunhada do proprietário. “Trabalho com cães há 25 anos”, informa Pablo. A chegada das rações para animais de estimação ao mercado brasileiro, há cerca de 17 anos, gerou novos hábitos dos donos. “Eles começaram a valorizar mais seus cães. Hoje as rações são quase todas nacionais, antes eram importadas”.
"