terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Entenda a gravidez psicológica da sua cadela

Fonte: http://bitscaverna.com.br/cachorroblog/?p=6272

"
Notícia do R7





Coisas de mulher: os hormônios também influenciam no comportamento das fêmeas
Você tem uma gata ou uma cadelinha? Atenção: algumas mudanças de comportamento dela podem ser sinais de pseudociese, a gravidez psicológica. Segundo a veterinária Elaine Pessuto, de São Paulo, nesse processo, a cadela começa a desenvolver sintomas maternos mesmo sem estar grávida.
- Algumas passam a ter comportamento de “preparo de ninho”: cavam o chão, o sofá ou a própria caminha, pegam bichinhos de pelúcia e levam a esconderijos, carregam como se fossem filhotes e os colocam ‘aninhados’ em sua cama.
Após os sinais comportamentais, vêm os sinais físicos
- As alterações físicas perceptivas são o aumento das mamas e a galactorreia (produção de leite).
Carlos Durão, veterinário também de São Paulo, conta que o caso ocorre em fêmeas não castradas devido a causas hormonais. Durante o cio, que ocorre de seis em seis meses, o organismo da fêmea se prepara para uma gestação e aumenta a produção do hormônio progesterona.
- Se a cadela não ficar prenha, os hormônios continuam no corpo dela.
Elaine explica que não há nenhuma relação com a idade e nem com o fato da cadela já ter sido mãe.
- Algumas pessoas acham que, se elas tiverem uma cria, isso não acontece mais, mas é bobagem. Cruzar a cadela que sempre tem gravidez psicológica não melhora o problema. A única coisa que resolve o problema é a castração.
- Caso o dono não tenha a intenção de acasalar, ele deve castrá-la o quanto antes. Os benefícios da castração superam os contrapontos.
A veterinária conta também que há remédios para controlar os sinais quando o problema já está instalado, como os hormônios.
- A terapia hormonal, com o tempo, pode piorar o problema. Por isso sou a favor da castração para animais recorrentes nesse tipo de patologia
No caso de adoção de bichinhos de pelúcia ou brinquedos, o indicado é afastar a fêmea do objeto.


"