domingo, 11 de março de 2012

Não era nada daquilo!

Escrevi há algum tempo atrás que o veterinário da Rebeca achava que ela teria que retirar o útero. Lembre da postagem aqui
Agora descobrimos que o mau cheiro que ela apresenta não vem da vagina, mas do anus. 
A desconfiança é que ela tenha problema nas glândulas ad-anais. 
Problema já citado aqui no blog nesta postagem sobre as doenças mais comuns dos pugs. 
Ao que tudo indica eu confundi a secreção do cio com esta mau cheirosa que sai pelo anus. 
O tratamento para essa doença é com antibióticos, se há infecção, o que não é o caso dela. 
Então não sei o que fazer, nem eu, nem o veterinário!
Como ela já fez exame de sangue para poder comprovar se há ou não infecção no organismo e não foi encontrada nenhuma, o jeito é se acostumar com o mau cheiro e adotar algumas técnicas para que ela não acabe sujando a nossa roupa quando sobe no colo.
Eu fiz na máquina de costura um travesseiro bem fininho, tipo uma mantinha, e quando ela quer subir no meu colo eu coloco a mantinha e ela sobe. 


(Rebeca Flor na mantinha que a mamãe fez pra ela)


Assim a mantinha suja e eu não.
Inclusive estou precisando fazer mais uma, no mínimo, pois preciso lavar a manta com frequência por causa do odor.


(Rebeca em cima da mantinha e no colo da mamãe)


Com relação ao sofá, que é de tecido e ela sobe, estamos providenciando um sofá novo, de couro ecológico, que é mais fácil de limpar, é só passar um pano úmido. 
Tá bom, a gente tava precisando de um sofá novo mesmo, não foi só por causa da Rebeca, mas a escolha do couro ecológico, com certeza, foi por causa dela.
O problema deixou de ser um problema, vamos ver se no futuro conseguimos tratar de alguma forma, mas, por enquanto, a vida continua...