sábado, 30 de junho de 2012

Fotos dos nossos visitantes/seguidores - Zeus 2

Já coloquei foto do Zeus aqui antes, portanto vocês já devem conhecê-lo.
Ana Paula é a mãe do Zeus e esse aí de costas é o pai dele.
Reparem nessa bolsinha quadriculada. Ana Paula, explica pra gente quanto você pagou nessa bolsinha, onde comprou e qual é o nome. Achei chiquérrima!
Para os que quiserem mostrar as fotos dos seus cães aqui no Blog, enviem a fotos e demais informações para o e-mail da Rebeca: rebecaflorpug@gmail.com.
Beijos à todos!


sexta-feira, 29 de junho de 2012

A continuação da saga do cavalo

...
Esse não é de verdade! Eu quero um cavalo de verdade!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Pet Games

Descobri esses brinquedos na internet, são para animais de estimação, não só cães. Eles servem para estimular o raciocínio do seu cãozinho.
Tem vários modelos e todos eles envolvem a busca por petiscos.
Modelos:
Damas:
 Disco:
 Gaveta:

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Festa de Cachorro - Aniversário Rebeca Flor (2/2)


Continuação da publicação Festa de Cachorro - Aniversário Rebeca Flor (1/2).

BOLO:
Para os humanos eu fiz o bolo de chocolate, com recheio e cobertura de creme de cereja (cereja, leite condensado e um pouco de maisena), com um pug de chocolate branco e ao leite.
Peguei esse desenho da internet:
Créditos da imagem: http://www.jeaneart.blogspot.com/2007/01/little-doggies.html. Lá você encontra outros desenhos, inclusive de cães.

e imprimi em folha sulfite comum. Peguei o vidro dessa bandeja que eu fiz, coloquei o desenho em cima e depois o papel filme. Derreti o chocolate branco e o ao leite e "pintei" o desenho. Ficou assim:

terça-feira, 26 de junho de 2012

Festa de Cachorro - Aniversário Rebeca Flor (1/2)

No dia primeiro de maio de 2012 a Rebeca Flor completou dois aninhos. No dia 20 fizemos uma festa para comemorar e convidamos apenas pessoas que tem cachorro para participar. Vou contar com detalhes tudo sobre a festa dela, incluindo coisas boas e não tão boas assim.

CONVITE:
O convite foi feito por mim (Laura). Eu comprei papel pardo, cartolina e fita de cetim. Ficou assim:
Está escrito: 
"Convido todos os meus amigos e aumigos para a minha festa que realizar-se-á no dia 20 de maio, às 17h00, no seguinte endereço:

.....
(na parte gramada do prédio*)
Conto com a sua presença!
Rebeca Flor
*Se chover o local será transferido para o salão de festas."

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Testamento de um cão


Recebi um email de uma seguidora chamada Silvia, gostei tanto que resolvi publicar aqui, espero que a Silvia não fique brava!

"Prezada Laura, boa noite!

Passo por aqui para parabenizá-la por sua linda Rebeca, que é realmente uma Flor.
Acho que os pugs são doces anjos que vêm trazer somente felicidade aos donos.
Ao ver a carinha da Rebeca, que saudade me deu do meu Bandid, meu lindinho que infelizmente foi envenado por alguém desalmado.

Laura, cada dia com um pug é inédito, seu jeitinho lerdo e ágil ao mesmo tempo, bochechas fofinhas, e olhinhos que parecem sempre pedir por algo são lembranças perpetuadas, inesquecíveis.

Deixo um abraço para Rebeca e anexo uma linda mensagem que homenageia nossos anjos de 4 patinhas.

Felicidades.

Sílvia"

Aí estão os slides do arquivo que a Silvia enviou:

sábado, 23 de junho de 2012

Humphrey!

(Clique na imagem para ampliá-la)

Isso é verdade, esses pugs se acham! A Rebeca não pode ver alguém falando macio que já acha que é com ela. E os pugs são muito fofos mesmo. Tem gente que diz que eles são tão diferentes, tão estranhos, que chegam a ser bonitos, hahaha, de qualquer forma é um elogio!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Como lidar com o ciúme dos cães


Achei esse texto super completo e decidi colocá-lo aqui, é tudo que precisa ser dito a respeito de uma forma bem sucinta. 
Muita gente pode não acreditar, mas os cães também tem ciúme. Pode ser pela chegada de um cão novo, de um bebê, outro animal, uma visita nova e até pessoas da mesma família que não podem chegar perto uma da outra. Com certeza, muita gente já passou por isso.
Cães que são muito ciumentos geralmente são muito controladores. Isso acontece porque são muito mimados, fazem tudo o que querem, na hora que querem. Dessa forma, eles acabam ficando com a missão de controlar tudo e todos, porque não tem limites no dia-a-dia. Alguns demonstram isso de uma forma bem sutil, simplesmente entrando na frente do outro ou latindo. Outros já demonstram de uma forma mais perigosa, rosnando ou avançando na pessoa ou no animal que, na visão deles, chegou muito perto de onde não deveria.
Quem tem dois cães ou mais em casa pode ter o problema do ciúme com frequencia. Muita gente, não acha nada de mais a disputa de atenção entre dois cães, mas não é bem assim. Algo que é pequeno e que as pessoas não consideram nada pode virar algo bem grave e até causar brigas feias entre eles. O ciúme acontece simplesmente porque um dos cães acha que vai perder muita coisa na presença do outro. Geralmente, isso acontece mesmo e aí a situação pode ficar cada vez pior. Então, seguem algumas dicas para você que já tem dois cães ou mais, ou está pensando em ter outro.
Sempre associe a presença do outro cão com coisas boas – carinho, petisco, atenção. Se você estiver com um dos cães no colo (ou no sofá), intensifique o carinho e dê mais petiscos gostosos para ele quando o outro estiver se aproximando. Nunca pare de dar atenção para aquele que já está com você. Geralmente, as pessoas fazem o contrário e acabam dando mais atenção para aquele que está chegando. Isso faz com que quem já está no colo fique cada vez mais ciumento, tentando a qualquer custo afastar o outro. Isso também vale para a chegada de pessoas da família, visitas ou o bebê novo. Sempre use reforço positivo quando há aproximação de alguém e o cão de comporta de uma maneira adequada.
Outra situação de ciúme é quando o dono chega em casa e todos os cães querem sua atenção. Cuidado! Essa é uma das situações em que mais ocorrem brigas entre cães. Controle muito bem as situações e evite fazer carinho quando os cães estiverem ansiosos – o que geralmente acontece quando as pessoas chegam em casa. Ignore os cães até que eles se acalmem e só assim dê atenção a eles. O uso de comandos como o “senta” ou “fica” nessa situação pode ser muito útil e evitará confusão, mantendo a ordem entre eles.


Por Tatiane Ichitani – Consultora comportamental e adestradora


Fonte: Saúde Animal

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Rebeca Flor comendo Milho


O milho  tem uma grande fonte de energia por conter alto teor de carboidratos, além de possuir quantidades consideráveis de vitaminas B1 e E e sais minerais, 100 gramas fornecem 129 calorias.

(Rebeca Flor comendo milho)
A vitamina B1  que é a tiamina ajuda na regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo, e tonifica o músculo cardíaco.
(Rebeca Flor comendo milho)
A vitamina E  apresenta propriedades antioxidantes sendo, por isso, utilizada na conservação de alimentos. Ela combate a degeneração muscular, atua no crescimento e protege o sistema reprodutor, aumentando a potência sexual e ainda rico em Fósforoque é necessário ao cérebro.
(Rebeca Flor comendo milho)
O milho deve ser consumido fresco, com as folhas verdes e vivas e cabelos marrom-escuro. Se ele estiver à venda já sem casca, verifique se a ponta inferior da espiga é afilada e macia e se os grãos não estão murchos. Isso indica que ainda ele está em boas condições.
(Rebeca Flor comendo milho)
O milho pode ser consumido por pessoas que possuam o aparelho digestivo delicado, por ser de fácil digestão. O óleo de milho é indicado porque dificulta a formação de gordura no sangue, reduzindo o nível de colesterol.
Portanto coma milho e lembre de dar um pouquinho para o seu cachorrinho! Mas lembre-se de não adicionar sal!

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Humphrey!

(Clique na imagem para ampliá-la)

A Rebeca já bateu a cabeça algumas vezes, não derrapando no piso, mas por não enxergar portas de vidro... tadinha. Que dó, que dó!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Certidão de Nascimento para PETS

Gente, assistam esse vídeo, a entrevistada é a minha vizinha e o cachorro poodle dela. É uma matéria do Jornal do SBT.
O tema tratado é super inovador e interessante, trata do registro civil do cachorrinho. 
O poodle dela, o Sleepy, não tem só nome, tem também o sobrenome dela e do marido!
video
Você pode criar um RG do seu cãozinho no site Pelos e Patas, se interessou, clique aqui.
Vai ficar assim:
Aí você imprime e manda plastificar.

Tem também a opção de fazer outros documentos, inclusive tem empresas especializadas nisso! 
Esses serviços são oferecidos pela empresa Cartório Postal. Além de certidão de nascimento é possível tirar certidão de batismo, casamento, óbito e ainda fazer o testamento dos animais. Os documentos são praticados em serviço registral com fé pública. O cadastro é feito pelo site da marca e após o pagamento de uma taxa o registro é enviado para o tutor. O documento oficial será enviado em papel timbrado e com valor legal. Para saber mais acesse: Seu Pet Com Sobrenome.
O Registro fica assim:
A Certidão de nascimento custa 98 reais, os outros documentos custam 68 e o testamento tem preço variável.*
Em 6 meses de funcionamento essa empresa já havia emitido 5 mil documentos.
“As pessoas retiram documentos em cartórios de Registro Civil, enquanto os papéis dedicados a animais são certificados por cartórios de Títulos e Documentos”. (Jefferson Ramirez)
“O testamento celebra um acordo entre o dono e o futuro tutor do animal”. (Ramirez)
“O dono deixa bens após sua morte com a condição de que o tutor cuide do bichinho de estimação”. (Ramirez)
Todas as opções vêm com o documento oficial do cartório, acompanhado por uma versão em papel colorido que pode ser emoldurada e uma carteira de couro sintético com uma cópia reduzida. Não são apenas donos de cães e gatos que estão procurando o serviço. 
“Temos emitido certidões de bois e cavalos em grande quantidade”. (Ramirez)
“Mas sempre aparece alguém para colocar o sobrenome nos mais variados animais. Os mais incomuns foram uma tartaruga e quatro porquinhos-da-índia”.
Endereço do local em São Paulo-SP: Rua José Bonifácio, 278, 1º andar, Centro, 3103-0813.

Outra empresa que trabalha com isso é a Cão Amigo atravéz do e-mail caoamigo.adestramento@yahoo.com.br ou pelo telefone: (19) 9652-7534 - Campinas-SP. O documento de Identidade deles fica assim:

*ATENÇÃO: Valores relativos a 15/06/2012.

Fonte: Correio de Uberlândia, Seu Pet Com Sobrenome, Estadão.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Humphrey!

(Clique na imagem para ampliá-la)

Eu não acreditei quando vi essa tirinha, achei que só a Rebeca fazia isso! Eu preciso tirar uma foto do que ela fez com a parede aqui de casa. E só de esfregar as dobrinhas da cara! A parede está com uma mancha amarelada horrível. Eu faço exatamente isso que o dono do Humphrey faz, saio correndo buscar um papel para limpar entre o nariz e os olhos. E depois que eu limpo ela volta a se esfregar na parede. Eu limpo algumas vezes por dia e quando vejo que a região está avermelhada eu passo a pomada Quadriderm de uso veterinário que serve pra quase tudo, hahaha. Mas é verdade, ela é antibacteriana, antiinflamatória, antipruriginosa e antifúngica. Só não cura câncer! hahahaha.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Feliz Dia dos Namorados!

Para quem busca o amor e para quem já o encontrou...
...Feliz Dia dos Namorados!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Fotos dos nossos visitantes/seguidores - Zeus

Esta foto foi enviada pela nossa visitante Ana Paula, ela disse que o Zeus é muito preguiçoso!
Olha a prova!
Ele com roupinha de havaiano!


Parabéns, Ana Paula, pelo bebezinho fofo e dorminhoco!
Continue visitando o nosso Blog!


Para os que quiserem mostrar as fotos dos seus cães aqui no Blog, enviem a fotos e demais informações para o e-mail da Rebeca: rebecaflorpug@gmail.com.
Beijos à todos!

Dicas de Treinamento Canino


domingo, 10 de junho de 2012

Pára-choque de queixo!

Parece piada, mas não é. Esse é o Auto Window Bumper um protetor para o queixo do seu cão, evita que seu amigo se machuque durante o transporte de carro. Pensando bem é uma ótima idéia.  Criado pela loja Paws On The Trail  Porém serva apenas para cães grandes, pois o pug nem alcança o pouco fuço que tem na janela!


Fonte: Mocoplast

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Humphrey!

(Clique na imagem para ampliá-la)

A Rebeca me acorda com frequência durante a noite por esse mesmo motivo, fica se chacoalhando e latindo, ou gemendo, sei lá. Já acordei com ela latindo de verdade, bem alto! hahahaha. Eu sempre acordo ela pra ela parar! Isso sem falar no ronco, que é assunto para outras publicações...

quinta-feira, 7 de junho de 2012

ORELHAS E RABOS,QUE SEGREDOS ESCONDEM?


Olha que legal essa postagem que eu encontrei na internet! Explica tudo sobre a linguagem corporal dos cães. Isso é pra você aprender que o cão dá sinais de como ele está se sentindo, isso pode evitar que você seja mordido, se você reparar que o cão está inseguro, como aconteceu recentemente com aquela jornalista norte americana, que foi mordida no rosto durante a apresentação do programa de tv. 
Foi notícia no mundo todo, se você não viu, aí está a mordidinha que o cachorro deu nela, é verdade, ele só deu uma mordidinha, que fez com que ela levasse 70 pontos no nariz e boca. Se esse cachorro de 40Kg quisesse mesmo atacar ela a história seria outra. Os sinais corporais do cão da raça Dogo Argentino indicavam que ele não estava confortável com a situação, o comentário que o nosso querido Cesar Millan fez é que ele estava querendo apenas afastá-la, que ele estava se defendendo dela, afinal ela colocou o rosto muito perto dele, de um cão desconhecido, que não estava confortável em um ambiente estranho.
Espero que muita gente tenha aprendido uma lição com isso tudo, pois nem todos os cães são amigáveis e estão dispostos a interagir com estranhos, e mesmo os que são amigáveis podem estar em uma situação de stress e agir violentamente.
Aí está uma foto dela depois da mordida.
Este segundo vídeo é a jornalista, dando uma entrevista depois do incidente, aí da pra ver a cicatriz que ficou no rosto dela. Está em inglês e não tem legenda, mas o que ela declarou na imprensa foi que a atitude dela foi errada, que ela não deveria ter aproximado o seu rosto ao do cão, que ela entende a reação do cão, que ele não deve ser punido por isso, pois a culpada foi ela, que a primeira coisa que ela pensou foi em ligar para o filho dela e avisar que estava tudo bem, para que ele não se preocupasse, que o médico que fez os pontos foi maravilhoso, pois deu pontos do lado de dentro e do lado de fora do nariz e boca, que deu pontos bem pequenos para que ficasse o melhor possível. 
Depois do incidente o cão foi recolhido e ficou de quarentena para que fosse feita uma observação para ver se ele é um cão agressivo, como foi constatado que ele não é, ele foi devolvido ao dono, que teve que pagar uma multa.

Na íntegra a matéria do Uol que tratou do assunto:
"A apresentadora de uma emissora de TV norte-americana que foi mordida por um cão durante um programa ao vivo, na semana passada, levou 70 pontos no rosto, entre o nariz e os lábios, segundo informações do jornal "Daily Mail".

Kyle Dyer estava entrevistando ao vivo o dono do cachorro Max -- da raça dogo argentino -- e um bombeiro que o havia resgatado no dia anterior de um lago congelado na cidade de Denver (Colorado), nos Estados Unidos, quando foi surpreendida pelo cachorro, que a mordeu no rosto.
O incidente aconteceu na semana passada, no dia 8, durante o programa "9News", ao vivo. Dyer precisou passar por uma cirurgia de reconstrução facial e ainda deve enfrentar outros procedimentos cirúrgicos nas próximas semanas, de acordo com um comunicado da emissora KUSA-TV, em Denver, no Estado do Colorado, onde Dyer trabalha há 15 anos.
Os responsáveis pelo cão, que não tem histórico de agressão, agora vão avaliar suas condições e vaciná-lo, para eviar novas agressões.
Muitos telespectadores expressaram preocupação com animal, com medo de que ele fosse sacrificado após o ocorrido. Já outros disseram que a âncora foi responsável pelo ataque por se aproximar demais do cão."

Portanto vamos aprender os sinais que os cães nos dão, é muito importante saber!

As caudas e orelhas nos contam tanto sobre os sentimentos dos nossos peludo que além de uma mutilação física é também emocional. Ao cortar a orelha e/ou a cauda de um cão você está afetando a sua capacidade de comunicar-se com outros animais. É tão serio isso que as vezes ele pode se envolver numa briga por ter sido mal interpretado por outro cão.
(Clique na imagem para ampliá-la)
Observando o quadro acima é possível ver a variedade de posições da cauda e da orelha conforme o estado de espirito do animal.
Veja essas observações sobre as figuras retirados do site do Kennel Club:


Fig1- POSTURA RELAXADA 
Nesta postura neutra, o corpo fica relaxado com a cauda caindo naturalmente. As orelhas ficam em posição natural, sem apontar para frente. A boca pode estar aberta ou fechada e os cantos da boca não estão puxados nem para trás nem para frente.
Esta é a postura que freqüentemente vemos quando o cão está numa situação confortável, como por exemplo, em casa.


Fig 2 - POSTURA ALERTA 
Esta é a postura do cão que está atento. Manterá a cabeça alta, apontando a base das orelhas para frente e dirigindo seu olhar para o objeto que chamou sua atenção.
Normalmente, sua boca estará fechada.Ficará em pé, como se estivesse na ponta das patas e com a cauda normalmente na altura do dorso. Poderá ocorrer uma leve ereção dos pêlos ao longo do dorso.
Esta postura indica interesse. O que acontecerá depois dependerá do que despertou o interesse do cão e de como ele irá reagir. Ele poderá descobrir que não há nenhum motivo para se preocupar e continuará o que estava fazendo anteriormente, poderá descobrir que é o "papai" chegando do serviço e mudar seu comportamento para a Postura de Saudação., ou descobrir algum outro evento de seu interesse A Postura Alerta sempre é um prelúdio para outro comportamento.


Fig 3 - POSTURA DE AMEAÇA OFENSIVA 
Quando um cão exibe esta postura, ele é perigoso, agressivo e está pronto para atacar. Atacará frente à menor provocação. Nesta postura todo o corpo do cão é levado para cima e para a frente. Ele se mantém bem na ponta dos dedos, parecendo mais alto. Os pêlos da base da cauda até as orelhas se eriçam, aumentando seu tamanho corporal Sua cauda é mantida o mais alto possível. As orelhas estão voltadas para frente.
O focinho fica franzido, expondo os dentes pelos cantos da boca, puxados para frente. Normalmente a postura é acompanhada de um rosnado baixo, que deve ser levado à sério!!! 


Fig 4 - POSTURA DE AMEAÇA DEFENSIVA 
O cão que exibe esta postura também é perigoso, mas atacará somente em último caso. Nesta postura o cão está se auto protegendo e somente atacará se for encurralado. Caso contrário, escolherá fugir. Ele está assustado e poderá ser 
provocado ao ponto de morder.
Seu corpo ficará rebaixado e levado para trás, a cauda baixa, normalmente por entre as pernas e, mesmo com os pêlos eriçados, a estatura do cão parecerá menor.
Existem semelhanças na expressão facial de cães que apresentam ameaça ofensiva e defensiva. Ambos expõem os dentes enrugando o focinho, mas na defensiva os cantos da boca são puxados para trás. O cão poderá rosnar e 
as pupilas estarão dilatadas. 
(Clique na imagem para ampliá-la)
Fig 5 - NA SUBMISSÃO ATIVA
o cão encolhe o corpo, abaixa a garupa com o rabo entre as pernas. A frente do corpo também é rebaixada.
A expressão facial não é ameaçadora. Todas as partes do corpo são mantidas para trás: as orelhas, os cantos da boca, os cantos dos olhos. O cão desviará o olhar, evitando manter contato visual.
O cão se movimentará de forma rastejante em frente do outro cão ou pessoa. Quando estiver nesta postura, o cão irá lamber a boca de seu superior na escala hierárquica.


Fig 6 - STRESS 
(Esse é o caso do Dogo Argentino com a jornalista! Reparem que esse item fala que o cão fica lambendo, com as orelhas pra trás, ofegando, ... e é justamente o que ele estava fazendo, avisando ela que ele estava estressado!)
Mesmo não sendo exatamente uma postura, é importante reconhecer seus sinais. Quando um cão está sob stress, mantém o corpo e a cauda abaixados, orelhas e cantos da boca para trás e estará ofegando ou passando a língua pelos lábios. Um cão estressado transpira pelas almofadas plantares e dependendo do piso poderá se ver suas pegadas molhadas. As pupilas estarão dilatadas.
Quando um cão está sob stress, não poderá ocorrer aprendizado.
Os olhos do cão são um excelente indicativo de seus pensamentos.
Ao observarmos sua expressão saberemos o exato instante em que ele pensar em atacar, pois seu olhar se tornará fixo e endurecido, também saberemos reconhecer o olhar de ansiedade, alegria, súplica, chateação.
Ser capaz de reconhecer a linguagem corporal canina é fundamental. Compreender o cão nos permite lidar com ele de forma correta e inteligente, pois seremos capazes de saber o que se passa pela sua cabeça antes que seus pensamentos sejam transformados em ação. Desta forma, atingiremos o objetivo de mostrar ao cão o comportamento que nos desagrada com muito mais rapidez.


Fig 7 - SUBMISSÃO PASSIVA
Nesta postura o cão fica paralizado. Vira de barriga para cima, cauda firmemente apertada contra a barriga, cabeça virada para um lado, tentando evitar o contato visual. Poderá urinar quando nesta postura, mas não se moverá. Poderá lamber seus próprios lábios ou nariz.


Fig  8 - POSTURA DE CONVITE PARA BRINCAR
Ao convidar um outro membro para brincar, o cão abaixa a parte da frente do corpo e levanta a traseira, como se fizesse uma mesura podendo abanar a cauda que se mantém na horizontal ou acima da linha do dorso. Poderá também correr em pequenos círculos com a garupa e a cauda encolhidas.
QUANDO É O RABO QUE DÁ A DICA
Agora que você ja sabe que orelhas próximas à cabeça, postura tensa e rabo reto significam "não mexa comigo". Orelhas em pé, corpo agitado e rabo abanando significam "estou tão feliz em te ver"!
Mas existe outra, recém-descoberta, característica da linguagem corporal dos cães que poderá surpreender donos de animais de estimação e especialistas em comportamento canino. Quando cachorros se sentem essencialmente positivos sobre algo ou alguém, seus rabos abanam mais para o lado direito. Quando os sentimentos são negativos, abanam os rabos para a esquerda.Um estudo descrevendo o fenômeno, "Respostas assimétricas de balanços de rabo dos cães à diferentes estímulos emocionais", publicado na edição de 20 de março da revista Current Biology. Os autores são Giorgio Vallortigara, neurocientista da Universidade de Trieste, e dois veterinários, Angelo Quaranta e Marcello Siniscalchi, da Universidade de Bari, ambas na Itália."Está é uma observação intrigante", disse Richard J. Davidson, diretor do Laboratório de Neurociência Afetiva da Universidade de Wisconsin, em Madison. O estudo se encaixa em um grande corpo de pesquisas mostrando assimetrias emocionais no cérebro, disse.Os rabos dos cachorros são interessantes, segundo David, pois são a linha mediana do corpo canino, nem à esquerda e nem à direita. Mas apresentam assimetrias ou não?Para descobrir, Vallortigara e seus colegas recrutaram 30 cães domésticos com raças misturadas que participaram de um programa de treinamento de agilidade. Os cães foram colocados em gaiolas equipadas com câmeras que seguiam precisamente os ângulos de seus rabos. Então, quatro estímulos diferentes foram apresentados através de uma abertura na frente da gaiola: seus donos; um humano estranho; um gato e um cão desconhecido e dominante.Em cada momento, o cachorro testado via a pessoa ou o animal por um minuto, descansava por 90 segundos e outro estímulo era apresentado. Os testes duraram 25 dias, com 10 sessões ao dia.
Quando os cachorros viam seus donos, seus rabos balançavam vigorosamente com tendência ao lado direito de seus corpos, disse Vallortigara. Seus rabos balançavam moderadamente, novamente mais à direita, quando apresentados ao humano desconhecido. Ao enxergarem o gato, um macho de quatro anos cujos donos ofereceram voluntariamente para o experimento, os rabos novamente balançaram mais à direita, porém em amplitude menor.
Quando apresentados ao cão desconhecido e agressivo - um grande pastor belga Malinois - seus rabos balançaram com inclinação ao lado esquerdo de seus corpos.
Desta forma, quando os cães se sentiam atraídos por alguma coisa, incluindo um gato amigável e acessível, seus rabos balançavam para a direita, e quando sentiam medo, os rabos tendiam à esquerda, disse Vallortigara. Isto sugere que os músculos do lado direito do rabo refletem emoções positivas, enquanto os músculos do lado esquerdo, negativas.
Por-Sandra Blakeslee


ATENÇÃO:Resolução do CFMV proíbe cirurgias estéticas mutilantes em cães e gatos
Segundo a Resolução 877,o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) que proíbe cirurgias mutiladoras com finalidades estéticas em animais domésticos e estabelece normas regulatórias para a realização de cirurgias em animais de produção e silvestres.Nas considerações feitas pelo CFMV, está reafirmada a obrigação do médico veterinário de preservar e promover o bem-estar animal. O texto também registra que “as intervenções cirúrgicas ditas mutilantes, em pequenos animais, têm sido realizadas de forma indiscriminada em todo o País e que muitos procedimentos são danosos e desnecessários, o que fere o bem-estar dos animais”.A norma aprovada proíbe a conchectomia parcial (corte da orelha), retirada de cordas vocais de cães e a retirada de unhas dos gatos. A medida também indica como não-recomendado o corte de cauda de cães (caudectomia).
Se você souber de algum veterinário que ainda pratique a mutilação, faça BO numa delegacia e denuncie ao Conselho de Medicina Veterinária.


Fonte: Uol, Dicas Peludas (DENISE DECHEN)

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Quais cuidados devo ter com meu pet no frio?


Está frio! Os pugs tem pelagem curta, portanto sentem frio e precisam de proteção extra, quais cuidados eu devo ter para que o meu cão fique sempre saudável e feliz?
Abrigo - Se seu animal não tem uma casinha ou canil que fique protegido, você pode usar uma caixa de papelão na varanda ou abrigá-lo na área de serviço, banheiro ou fazer uma casinha de bacia, saco de dormir... Em todos os casos não se esqueça de isolar a friagem que vem do piso. Você pode usar camadas de papelão ou tapete grosso de algodão trançado ou carpete ou de borracha e depois colocar uma almofada ou cobertor para que fiquem quentinhos.

(Para ver como fazer a caminha com sua blusa velha clique aqui.)
Casinhas em contato direto com o chão você deve erguer colocando tijolos  ou um palet por baixo para não passar a umidade do solo (não esqueça de forrar com um cobertor ou jornal que seja...). Certifique-se que a abertura da casa não esteja voltada para uma corrente de ar.
SE PUDER ABRIGUE UM ANIMAL DE RUA.
Roupa - Se seu cão tem pelagem curta como os Fox Paulistinha,Boxer,Pincher etc, você pode fazer uso de roupas mas certifique –se de que sejam bem confortáveis, não estejam apertadas e que não provoquem alergias. (se perceber vermelhidão na pele ou coceira retire imediatamente)
Banho - reduza a quantidade de banhos. Caso se torne necessário certifique-se de que no local não tenha corrente de ar, a água esteja morna agradável, seja breve e seque-o com toalha e depois com o secador no morno mantendo-o com uma distancia segura da pele do animal e em movimento constante para não queimá-lo. Ao termino não permita que ele saia no frio ou pegue vento evitando assim um possível choque térmico ou pneumonia.
Higiene - Recolha sempre as fezes, lave as vasilhas de água e comida com sabão neutro diariamente. Lave cobertores roupinhas regularmente. Coloque mantas, travesseiros e caminhas no sol.
Obs: os animais podem ficar mais dorminhocos na época do frio, respeite principalmente os mais idosos. Não exagere em exercícios e dependendo da atividade do animal você pode reforçar um pouco sua refeição (consulte um vet)



GRUPOS DE RISCO - O frio abaixa a resistência do animal deixando-o mais suscetível a uma série de doenças.Idosos, filhotes,cardíacos, diabéticos,animais imune depressivos  e cães com doenças osteoarticulares,merecem atenção especial nessa época. Lembrando que nesses últimos o frio intensifica as dores e eles têm mais dificuldades de se locomover.
Outro grupo de risco são os que vivem em matilha nos canis, abrigos ou casas com grande população.Nesses deve-se ficar atento a vacinação pois é nessa época em que a gripe dos canis e a Cinomose “atacam” com toda força, e aglomerações ,descuidos com higiene e falta de vacina podem resultar em muitas vítimas. No caso dos gatis o cuidado tem que ser dobrado pelo risco da Rinotraqueite (Gripe Felina)
FIQUE ALERTA SE: os animais apresentarem espirros ocasionais, secreção nasal, prostração e febre. Eles podem também apresentar perda do apetite, diarréia, ocasionando emagrecimento e desidratação. Estranhando o comportamento de um animal ,isole-o imediatamente do grupo e procure um veterinário.


Fonte: Dicas Peludas (Denise Dechen)

terça-feira, 5 de junho de 2012

Maus-tratos: como denunciar?

Essa matéria foi publicada no Blog do Abrigo dos Bichos e de tão interessante e informativa resolvi publicar aqui também.
Todo e qualquer cidadão tem o dever de denunciar quando presenciar os maus-tratos.
Antes de qualquer atitude, certifique-se de que se trata de um caso de maus tratos. A Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) prevê os maus-tratos como crime de comina as penas. O decreto 24645/34 (Decreto de Getúlio Vargas) determina quais atitudes podem ser consideradas como maus-tratos.
Colha evidências, testemunhos que comprovem a situação. Sempre que possível, procure conversar com o agressor, salientando que os animais são protegidos por leis. Aja de maneira educada, mas objetiva. Tenha em mente que a finalidade é o bem estar do animal.
Neste momento, você pode elaborar uma carta explicando a infração ao próprio infrator e dando um prazo para que a situação seja regularizada. Porém, se for situação flagrante ou emergência chame o 190.

O que deve conter na carta:
- A data e o local do fato
- Relato do que você presenciou
- O nº da lei e o inciso que descreva a infração
- Prazo para que seja providenciada a mudança no tratamento do animal, sob pena de você ir à  delegacia para denunciar a pessoa responsável
- Clique Aqui e Veja um Modelo de Carta

Pela Constituição de 1998, os animais são tutelados pelo Estado, ao qual cabe a função de protegê-los. Os atos de abuso e de maus-tratos configuram crime ambiental e devem ser comunicados à polícia, que registrará a ocorrência, instaurando inquérito. A autoridade policial está obrigada a proceder a investigação de fatos que, em tese, configuram crime ambiental.
Qualquer ato de maus-tratos envolvendo um animal deverá ser denunciado na Delegacia de Polícia. Aconselhamos que os casos de flagrante de maus-tratos e/ou que a vida de animais estejam em risco, acione a Polícia pelo 190 e aguarde no local até que a situação esteja regularizada.
Sempre denuncie os maus tratos. Essa é a melhor maneira de combater os crimes contra animais. Quem presencia o ato é quem deve denunciar. Deve haver testemunha, fotos e tudo que puder comprovar o alegado. Não tenha medo. Denunciar é um ato de cidadania. Ameaça de envenenamentos, bem como envenenamentos de animais, também podem e devem ser denunciados.

Exemplos de Maus-Tratos
- Abandonar, espancar, golpear, mutilar e envenenar;
- Manter preso permanentemente em correntes;
- Manter em locais pequenos e anti-higiênico;
- Não abrigar do sol, da chuva e do frio;
- Deixar sem ventilação ou luz solar;
- Não dar água e comida diariamente;
- Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido;
- Obrigar a trabalho excessivo ou superior a sua força;
- Capturar animais silvestres;
- Utilizar animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse;
- Promover violência como rinhas de galo, farra-do-boi etc..
Outros exemplos estão descritos no Decreto Lei 24.645/1934, de Getúlio Vargas.


Lei Federal 9.605/98 - dos Crimes Ambientais
Art. 32º
Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:
Pena: detenção, de três meses a um ano, e multa.
§ 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.
§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Como denunciar?
(01)Toda pessoa que testemunhe atentados contra animais pode e DEVE comparecer a delegacia mais próxima e lavrar um Termo Circunstanciado, espécie de Boletim de Ocorrência (BO), citando o artigo 32 da Lei Federal de Crimes Ambientais 9.605/98,"Praticar ato de abuso e maus-tratos à animais domésticos ou domesticados, silvestres, nativos ou exóticos ".
(02)Caso haja recusa do delegado, cite o artigo 319 do Código Penal, que prevê crime de prevaricação: receber notícia de crime e recusar-se a cumpri-la.
(03)Ao discar para o 190 (telefone da Polícia Militar) diga exatamente: - Meu nome é “XXXXX” e eu preciso de uma viatura no endereço “XXXXX” porque está ocorrendo um crime neste exato momento.
(04)Provavelmente você será questionado sobre detalhes do crime, diga: - Trata-se de um crime ambiental, pois “um(a) senhor(a)” está infringindo a lei “XXXXX” e é necessária a presença de uma viatura com urgência.
(05)Se sua próxima preocupação é com a preservação das provas e envolvidos, se possível, tente não se fazer notado até a chegada da polícia, pois um flagrante tem muito mais validade perante processos judiciais.
(06)Ao chegar a viatura, apresente-se com calma e muita educação. Lembre-se: O Policial está acostumado a lidar com crimes muito graves e não deve estar familiarizado sobre as leis ambientais e de crimes contra animais.
(07)Neste momento você deverá esclarecer ao policial como ficou sabendo dos fatos (denúncia anônima ou não), citar qual lei o(a) senhor(a) está infringindo e entregar uma cópia da lei ao policial.
(08)Após isso, seu papel é atuar junto ao policial e conduzir todos à delegacia mais próxima para a elaboração do TC (Termo Circunstanciado).
(09)Ao chegar à delegacia apresente-se calma e educadamente ao Delegado. Lembre-se: O Delegado de Polícia está acostumado a lidar com crimes muito graves e não deve estar familiarizado sobre as leis ambientais e de crimes contra animais.
(10)Conte detalhadamente tudo o que aconteceu, como ficou sabendo, o que você averiguou pessoalmente, a chegada da viatura e o desenrolar dos fatos até aquele momento. Cite a(s) lei(s) infringida(s) e entregue uma cópia ao Delegado (Isso é muito importante).
(11)No caso de animais mortos ou provas materiais é necessário encaminhar para algum Hospital Veterinário ou Instituto Responsável e solicitar laudo técnico sobre a causa da morte, por exemplo. Peça isso ao Delegado durante a elaboração do TC.
(12)Todo esse procedimento pode levar horas na delegacia. Mas é o primeiro passo para a aplicação das leis e depende exclusivamente da sociedade. Depende de nós!
(13)Nuca esqueça de andar com cópias das leis (imprima várias cópias). Consulte Aqui.
(14)Siga exatamente esse roteiro ao chamar uma viatura e tenha certeza que o assunto será devidamente encaminhado.
(15)Se a Polícia não atender ao chamado, ligue para a Corregedoria da Polícia Civil e informe o que os policiais  disseram quando se negaram a  atender. Mencione a Lei 9605/98.

Lembre-se
(01)Fotografe e/ou filme os animais vítimas de maus-tratos. Provas e documentos são fundamentais para combater transgressões.
(02)Obtenha o maior número de informações possíveis para identificar o agressor: nome completo, profissão, endereço residencial ou do trabalho.
(03)Em caso de atropelamento ou abandono, anote a placa do carro para identificação no Detran.
(04)Peça sempre cópia ou número do TC e acompanhe o processo.
(05)É extremamente importante processar o infrator, para que ele passe a ter maus antecedentes junto à Justiça.
(06)Não tenha medo de denunciar. Você figura apenas como testemunha do caso. Quem denuncia, na prática, é o Estado.

VEJA MAIS:
PEA - Denunciar
ARCA BRASIL - Maus-tratos


segunda-feira, 4 de junho de 2012

O Encantador de Cães - Cesar Millan

Conforme o combinado estou publicando hoje um outro episódio da Série do Encantador de Cães. Da última vez esqueci de mencionar que o programa dele passa no canal Animal Planet, de segunda à sexta-feira, às 21 horas, mas repete em outros horários e dias. 
Prometi mostrar esta entrevista que ele deu exclusivamente à revista Pequenos Cães - Grandes Amigos:

Eu reabilito cães e treino pessoas”, este é o principal argumento de Cesar Millan, especialista em comportamento canino e autor do livro “O encantador de cães”, que está sendo considerado um best seller deste segmento em vários países, já tendo sido o melhor dos Estados e, atualmente, sendo um dos mais vendidos no Brasil. Com diversas participações no programa The Oprah Winfrey Show, além de clientes que incluem celebridades do cinema e um programa americano de TV de grande popularidade, Cesar Millan é o especialista mais requisitado dos Estados Unidos neste segmento, sendo considerado um treinador no sentido comum da palavra: sua capacidade quase mágica de lidar com os cães vem da profunda compreensão que ele tem da Psicologia Canina.
No livro, ele conta como aprendeu a entender o comportamento canino e compartilha sua sabedoria, ensinando o leitor a construir um relacionamento mais profundo e satisfatório com seu companheiro de quatro patas.

Fundador do Centro de Psicologia Canina, em Los Angeles, Cesar Millan apresenta o programa Dog Whisperer, do National Geographic Channel. Em 2005 foi premiado pela National Humane Society, a maior organização norte-americana de proteção aos animais, por seu trabalho de reabilitação de cães abandonados. Nascido em Culiacán, no México, César vive em Los Angeles com a esposa, Ilusion, e os dois filhos, André e Calvin.
(Hoje o César está divorciado de Ilusión)

Revista Pequenos Cães - Há quanto tempo você trabalha com Psicologia Canina?

Cesar Millan - Quando criança, comecei a observar os cães que viviam e trabalhavam na fazenda do meu avô, em Culiacán, no México. Foi meu avô quem me ensinou a lição mais importante que aplico ao que faço hoje em dia: “Nunca trabalhe contra a Mãe Natureza”.

Pequenos Cães - Quando e por que você decidiu trabalhar com isso?

Cesar Millan - Eu sempre quis trabalhar com cães. Quando criança, eu era fascinado pela Lassie, pelo Rin Tin Tin e pelas pessoas que os treinavam nos bastidores. Decidi que me mudaria para os Estados Unidos para me tornar o melhor treinador de cães do mundo. Mas, quando me mudei para os EUA, logo percebi que eu queria algo mais profundo do que ensinar comandos básicos aos cachorros, então comecei a me focar em ajudar as pessoas a resolver os problemas de comportamento de seus cães, restaurando o equilíbrio natural da mente canina.

Pequenos Cães - Seu trabalho sempre foi reconhecido? Se não, por que é agora?

Cesar Millan - Meu trabalho começou a ser notado quando eu trabalhava num pet shop em San Diego. Minha habilidade para lidar até mesmo com os cães mais difíceis e problemáticos começou a ser percebida pelos clientes, que vinham me pedir ajuda para resolver os problemas de comportamento de seus animais.

De San Diego me mudei para Los Angeles, onde consegui clientes que incluíam muitas celebridades, como Oprah Winfrey, Will Smith e Jada Pinkett Smith, Denise Richards, Nicolas Cage e Scarlett Johansson. Meu trabalho começou a ser reconhecido por jornais e revistas, então acabei conseguindo meu próprio programa de TV, Dog Whisperer, e um livro que virou best seller do New York Times, “O encantador de cães”.

Desde então, já dei centenas de entrevistas a rádios e para a mídia impressa, incluindo os jornais New York Times e USA Today e a revista The New Yorker, e participei de programas de TV como The Oprah Winfrey Show e The Tonight Show with Jay Leno. Meu livro seguinte, Be the Pack Leader (Seja o líder da matilha) ao Adestrador de cães, foi lançado em outubro nos Estados Unidos.

Pequenos Cães - Como podemos entender a Psicologia de nossos cães? Como isso funciona?

Cesar Millan - Muitas pessoas cometem o erro de pensar em seus cães como seres humanos com casacos de pêlos.

Os cães têm necessidades e desejos diferentes dos nossos. Eles interpretam o mundo de maneira diferente. Para compreender a Psicologia Canina, é preciso entender essas diferenças e tratar seu cachorro como um cachorro!

Pequenos Cães - Como você descreveria a evolução no relacionamento entre o homem e o cachorro?

Cesar Millan - O relacionamento entre o homem e o cachorro começou como uma relação de trabalho: os cães recebiam nossas sobras de comida e em troca nos ajudavam a caçar, a manter os animais da fazenda no caminho certo e a puxar equipamentos pesados demais para os seres humanos.

Os cães tinham tarefas, como farejar, capturar a presa, pastorear e correr. Hoje, a maioria dos cachorros são animais de companhia. São mimados com camas confortáveis, brinquedos, guloseimas e carinho. Esses cães têm os mesmos instintos inatos de explorar novos territórios, vagar pelas redondezas e procurar alimento, mas, para muitos, essas necessidades não estão sendo satisfeitas. É por isso que, na sociedade moderna, muitos cães desenvolvem problemas comportamentais, como agressividade, ansiedade, medo, obsessões e fobias.

Pequenos Cães - O cachorro é feito à imagem e semelhança de seu dono?

Cesar Millan - Os cães são nosso espelho. Eles captam nossas emoções, mesmo quando nós mesmos não as percebemos! A linguagem dos cães – e de todos os animais – é a da energia.

Quer percebamos isso ou não, estamos constantemente nos comunicando com nossos cães por meio da nossa energia. Se estamos nervosos, eles ficam nervosos; se estamos tensos, eles ficam tensos; se estamos agitados, eles ficam assim também. É por isso que é tão importante manter uma energia equilibrada perto do seu cachorro.

Pequenos Cães - Como podemos construir um bom relacionamento com nossos cães?

Cesar Millan - Confiança e respeito são os ingredientes mais importantes de qualquer relacionamento saudável, e é por aí que devemos começar com nossos cães. Na sociedade moderna, muitos donos de cachorros já conquistaram a confiança, mas ainda não têm o respeito de seus cães, porque não exercem o papel de líderes. Os cães se beneficiam quando seus donos exercem a liderança calma e assertiva.

Satisfazer as necessidades do animal em relação a exercícios, disciplina e carinho, nessa ordem, também é essencial para manter um bom relacionamento com ele. Eu recomendo que as pessoas levem o cachorro para passear duas vezes ao dia, por pelo menos trinta minutos de cada vez. Caminhar com o cão é a ferramenta mais poderosa para se conectar com ele.

Pequenos Cães - Como os animais podem mudar seus comportamentos e atitudes?

Cesar Millan - Os animais mudarão de comportamento quando os humanos também mudarem. Os cães baseiam seu modo de agir em nossa maneirade proceder. Se nós não agirmos como líderes da matilha, eles tentarão preencher esse papel. Se estivermos tensos e nervosos, eles ficarão tensos e nervosos. É nossa responsabilidade compreender as necessidades deles e satisfazê-las.

Pequenos Cães - Como posso saber se estou dando ao meu cachorro aquilo que ele realmente precisa?

Cesar Millan - Se o seu cachorro não estiver obtendo aquilo que ele necessita em termos psicológicos, ele vai demonstrar isso de alguma forma! Ele vai expressar a própria frustração por meio de problemas comportamentais, como agressividade, ansiedade, medo, obsessões ou fobias. Em termos de necessidades biológicas, é responsabilidade do dono certificar-se de que o cachorro tenha sempre água limpa, alimento e cuidados veterinários.

Pequenos Cães - Como escolher um cachorro que seja adequado para mim e para minha família?

Cesar Millan - Basta encontrar um cão com a energia certa. Uma pessoa que gosta de caminhadas enérgicas e trilhas provavelmente vai se dar bem com um cão maior, de energia alta, enquanto alguém que prefere passear sem pressa pode se dar melhor com um cachorro mais calmo. Tenha em mente que a raça não é tudo. Cada cão nasce com um nível de energia – muito alto, alto, médio ou baixo. Passe um tempo com o cão que você está pensando em adotar e observe se o nível de energia natural dele é compatível com o estilo de vida de sua família.

Pequenos Cães - Qual é a diferença entre disciplina e punição?

Cesar Millan - Disciplina tem a ver com estabelecer regras, limites e restrições. Todo mundo precisa de algum nível de disciplina para sobreviver. Ela nos ajuda a alcançar nossos objetivos. Assim como os seres humanos, os cães também necessitam de disciplina. Eles precisam saber quando acordar, quando comer e como interagir uns com os outros e com os seres humanos.

Os cães devem encarar as conseqüências quando quebram as regras – é isso que eu chamo de correções. Mas a disciplina e as correções não são punições. Para mim, a punição é algo associado com um ser humano furioso que desconta sua frustração no cachorro. Lembre-se: os cães não raciocinam, eles reagem.

Nunca corrija seu cão por estar com raiva ou frustrado – e nunca, jamais bata no animal. A violência nunca é aceitável. Quando você tenta corrigir seu cão com raiva, você geralmente está mais fora de controle do que ele. Assim você estará satisfazendo suas próprias necessidades, não as do animal. O cão vai sentir sua energia instável e o comportamento indesejado pode piorar.

Pequenos Cães - Você tem animais de estimação? Como eles são?

Cesar Millan - Claro que sim! No Centro de Psicologia Canina, nós cuidamos de muitos cães, de vinte a quarenta por vez. Minha esposa, meus dois filhos e eu também temos alguns cães em casa. No momento temos uma Chihuahua chamada Coco, um Cão de Crista Chinês chamado Luis, um Buldogue Francês chamado Sid e um Pit Bull chamado Daddy.

Nossos agradecimentos a Cesar Millan pela entrevista e à Verus Editora, sua editora no Brasil, que viabilizou esta entrevista exclusiva.

Lá vai o vídeo que eu prometi. O programa está dividido em três partes, sendo que o primeiro e até a metade do segundo vídeo tratam da história de um chiuaua possessivo, dominante. E a outra metade do segundo vídeo e o terceiro vídeo tratam de um cão que tem medo de andar em pisos brilhantes.
Na primeira história o Cesar ensina como lidar com a dominância dos cães, é muito importante saber! 
Fonte: Pequenos Cães - Grandes Amigos